Prefeitura de Nova Iguaçu reinaugura Marco do Centenário de 1933

O símbolo da celebração do aniversário de 100 anos da cidade-mãe da Baixada Fluminense está restaurado. Nesta sexta-feira (20), a Prefeitura de Nova Iguaçu reinaugurou o Monumento do Centenário de Iguassú, na Praça da Liberdade, no Centro, inaugurado em 1933, ano em que a cidade completou um século de fundação.

O monumento, erguido na gestão do então prefeito Sebastião de Arruda Negreiros, carregava originalmente uma placa e uma efígie em bronze do comendador Francisco José Soares, o comendador Soares, fundador de Nova Iguaçu. As peças foram furtadas no ano passado e substituídas por material sem valor comercial para evitar novos furtos. As novas peças foram confeccionadas pelo artista plástico iguaçuano Domi Junior.

Autoridades, como o presidente da Câmara Municipal, Dudu Reina, personalidades e representantes de entidades civis participaram da reinauguração, entre elas descendentes do comendador Soares e do ex-prefeito Arruda Negreiros. Tataraneto do comendador, Frederico de Castro Pereira Netto, funcionário público mais antigo de Nova Iguaçu, com mais de 65 anos de serviços prestados ao município, emocionou-se ao rever a imagem de seu tataravô de volta ao Marco do Centenário.

“Recuperar este monumento é resgatar parte da nossa rica história. Nosso governo tem como missão construir uma cidade pensando no futuro, mas sem esquecer o passado e daqueles que nos deixaram como herança uma terra próspera”, disse o secretário municipal de Cultura, Marcus Monteiro.

Quem participou do evento pôde ver, além do Marco Centenário, uma exposição de painéis fotográficos com imagens da Praça da Liberdade na década de 1930 e da inauguração do monumento em 1933.