Defesa Civil de Nova Iguaçu faz mais uma ação do projeto “Escolas Seguras”

Alunos, professores e funcionários da Escola Municipal Paulo Roberto Fiorenzano Araujo, no bairro Geneciano, em Nova Iguaçu, levaram, em um exercício de simulação da unidade, apenas 1 minuto e 33 segundos para evacuarem a unidade, na manhã desta sexta-feira (8). O objetivo dessa atividade da Secretaria de Defesa Civil de Nova Iguaçu, que faz parte do projeto “Escolas Seguras: Desenvolvendo a Resiliência através da Educação”, é tornar as escolas mais seguras por meio de uma cultura de prevenção e percepção de riscos a desastres.

A Paulo Roberto Fiorenzano Araujo foi a terceira unidade da rede municipal a receber o projeto este ano. Ao longo da semana, alunos e funcionários participaram de palestras, oficinas e simulações de desocupação, tudo sob orientação de agentes da Secretaria de Defesa Civil de Nova Iguaçu.

Durante a simulação de desocupação de emergência, os 147 alunos da escola do turno da manhã, além de funcionários, ao ouvirem a sirene, saíram da unidade de forma organizada e em fila. A diretora Laís Rodrigues Laranjeira aprovou a iniciativa e acredita que os alunos possam se sentir mais seguros, inclusive dentro de casa.

“Estamos seguras também e sabemos que eles estão preparados, pois hoje foi um simulado, mas amanhã pode ser verdadeiro. Espero que nunca aconteça. Mas esse projeto é de extrema importância para prevenir e orientar nossos alunos”, frisou a diretora.

O projeto “Escolas Seguras” já foi realizado em 25 instituições de ensino da rede municipal, capacitando mais de 10 mil alunos e cerca de mil funcionários e professores. Em junho, a ação foi feita na Escola Municipal Professor Emílio Pedroso Araújo. O programa ainda vai passar pelas escolas municipais Jaceruba, CAIESP Castrolina Faria Lima, CIEP 187 – Benedito Laranjeiras e Casa da Criança de Miguel Couto.