Sete modalidades esportivas atraem crianças e adolescentes para o Projeto Esporte Social da Prefeitura de Nova Iguaçu

Futsal, basquete, vôlei, judô, handebol, kickboxing e atletismo. Essas modalidades fazem parte do Projeto Esporte Social (PES) da Secretaria de Esporte e Lazer de Nova Iguaçu, que são oferecidas para crianças e adolescentes entre 7 e 17 anos da cidade. O atletismo é a modalidade com mais inscritos, com aproximadamente 70 pessoas.

O PES, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, que é realizado em quadras esportivas próximas aos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) do município, também tem atividades para pessoas com deficiências. No atletismo, por exemplo, há 50 PcDs praticando atletismo na Vila Olímpica de Nova Iguaçu.

As modalidades esportivas acontecem em oito dos dez CRAS da cidade: Bom Retiro, Fazenda São Bernardino, Cerâmica, Morro Agudo, Serra do Vulcão, Águas do Guandu, Fazenda Cabuçu e Maxambomba. As aulas são realizadas em horários definidos pelos CRAS.

Para se inscrever, a criança ou adolescente deve procurar uma unidade próxima de casa com identidade, certidão de nascimento e comprovante de residência. Além do esporte, é oferecido serviço de convivência de fortalecimento de vínculo, como oficinas de maquiagem, corte e costura, entre outros.

Os amigos Diego Oscar Prado, de 12 anos, e Ana Beatriz de Oliveira, de 10, deixam o celular de lado quando está na hora de jogar handebol.

“Durante a pandemia, fiquei muito em casa, jogando videogame e usando o celular. Com as pessoas sendo vacinadas, pude sair e me exercitar mais. Estava estressado, irritado, mas agora estou feliz, pois posso jogar na quadra e conhecer novos amigos através do esporte. É muito bom poder correr, brincar e levar uma vida mais saudável. Eu e minha amiga vamos fazer outras modalidades”, garantiu Diego.

De acordo com o secretário de Esporte e Lazer de Nova Iguaçu, Fernandinho Moquetá, novas modalidades devem ser incluídas no próximo ano.

“Queremos tirar as crianças da ociosidade, oferecendo esporte e inclusão, não só descobrir novos talentos para competir em campeonatos de alto nível. Vamos diversificar e oferecer xadrez e aula de arco e flecha. Com a construção da pista de skate na cidade, queremos também trazer essa modalidade”, afirmou o secretário.