Prefeitura de Nova Iguaçu decreta situação de emergência no município em decorrência das fortes chuva

Em decorrência dos problemas causados pelas chuvas intensas que caíram sobre Nova Iguaçu na noite de sexta (1º) e madrugada deste sábado (2), o prefeito Rogerio Lisboa determinou situação de emergência no município, em decreto publicado em edição extraordinária do Diário Oficial.

A cidade registrou um acumulado pluviométrico de 166 mm em 4h e cerca de 222 mm em 24h. Houve sérios danos a imóveis públicos e privados por conta das ocorrências de alagamentos, inundações, enxurradas e deslizamentos, afetando cerca de 800 mil pessoas. Com isso, se tornaram necessárias ações de reconhecimento, de salvamento, ações humanitárias, vistorias técnicas, desocupações de imóveis, limpeza e desobstrução de vias e reconstrução de equipamentos públicos.

De acordo com o decreto, todos os órgãos municipais estão mobilizados para atuarem sob a coordenação da Secretaria Municipal de Defesa Civil de Nova Iguaçu nas ações de resposta ao desastre e reconstrução das áreas afetadas. O texto também autoriza a convocação de voluntários e a realização de campanhas de arrecadação de recursos para reforçar as ações, com o objetivo de assistir à população afetada pelas chuvas.

Autoridades administrativas e os agentes de proteção e defesa civil estão autorizados, em caso de risco iminente, a adentrar em residências para prestar socorro ou para determinar a sua evacuação. E fica autorizado o início de processos de desapropriação, por utilidade pública, de propriedades particulares comprovadamente localizadas em áreas de risco de desastre.