Projeto “Música na Natureza” leva alegria aos frequentadores do Parque Natural Municipal de Nova Iguaçu  

Um dos principais pontos turísticos de Nova Iguaçu, o Parque Natural Municipal recebeu, neste sábado (21), mais uma edição do projeto “Música na Natureza”. Apesar do tempo nublado, frequentadores da Baixada Fluminense e do Rio de Janeiro que visitavam o local, aproveitaram para ter momentos de lazer, se conectando ao meio ambiente e à boa música. Artistas iguaçuanos se apresentaram interpretando sucessos da MPB, samba e composições infantis.

O projeto “Música na Natureza” faz parte do maior Festival de Artes dos 190 anos de Nova Iguaçu. Quem ganha é a população com as atrações e a organização que está oferecendo a oportunidade para artistas locais. A música ficou por conta de Leandro Aguiar, que deu voz a músicas do MPB, samba e outros estilos, além do musicoterapeuta Robson Passos, integrante da Turminha do Som, que chamou as crianças para dançar e se divertir.

O secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente (SEMAM), Fernando Cid, participou do evento e explicou a importância do projeto “Música na Natureza” acontecer no Parque Natural Municipal de Nova Iguaçu que, segundo ele, é um tesouro localizado no coração da cidade.

“É uma alegria muito grande, pois seguimos comemorando os 190 anos de Nova Iguaçu e retomando o projeto neste ano de 2023. O objetivo é trazer as pessoas para que possam conhecer, se apropriar e tornar o parque uma alternativa de lazer e diversão na natureza”, destaca ele.

Professora da rede municipal de educação de Nova Iguaçu, Alba Valéria do Carmo, de 51 anos, organizou uma visita de membros da sua igreja ao parque. Moradora de Nilópolis, ela explicou a importância de eventos como estes, promovidos pela Prefeitura, para ser opção de lazer no fim de semana, inclusive para crianças.

“Tudo que é natural é lindo. E a união das pessoas neste cenário também é muito importante. Esse é um evento maravilhoso, pois tem programação para todo tipo público. Ver crianças se conectando à natureza e saindo da rotina dos eletrônicos é ótimo, uma experiência enriquecedora”, conta ela.

As amigas Severina Aureliano da Costa, de 54 anos, e Josefa Maria Cardoso, de 67, combinaram de se encontrar no Parque para curtir músicas na natureza e aproveitar o sábado de folga. O tempo nublado não foi empecilho para as duas conhecerem todo o local.

“Sempre tive vontade de vir aqui e hoje decidi aproveitar. Já fui à cachoeira, andei e agora estou aqui, curtindo música boa nesse verde incrível. Estou adorando muito”, conta Severina. “Eu gosto muito de eventos ao ar livre. Esse contato com a natureza é ótimo. Se tiver mais desses, com certeza virei e é bom também para incentivar as pessoas a saírem, passearem, fora o bem que faz pra saúde”, completa Josefa.

O Festival de Artes é uma realização do Ministério do Turismo e da Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (FENIG) e da Prefeitura, em parceria com as secretarias municipais de Agricultura e Meio Ambiente (SEMAM), Cultura (SEMCULT) e de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (SEMDETTUR).

“Esse evento no Parque Natural Municipal integrando o Música na Natureza e o Festival de Artes de Nova Iguaçu é uma oportunidade muito agradável de agregar música às belezas naturais. Até junho mais de 190 apresentações artísticas irão acontecer, com apoio das nossas secretarias e do prefeito Rogerio Lisboa, neste que é o maior evento artístico já realizado na nossa cidade”, comemora o presidente da FENIG, Miguel Ribeiro.

Evento também acontece neste domingo

Quem não pôde curtir o “Música na Natureza” neste sábado, terá a chance de aproveitar o domingo (22) e prestigiar o evento. A praça de Tinguá será palco do projeto, das 10h às 15h. As apresentações ficam por conta da dupla Lessa e Catiane, os artistas Cinha Bragança, Beto Rocha, Dinha Pinheiro, Rogeria Emmer e Isa Emmer.

O bairro, que é rodeado por grandes árvores e cercado pela Reserva Biológica de Tinguá, promete ser o espaço perfeito para reunir música boa e um cenário encantador de belezas naturais.