Prefeitura de Nova Iguaçu faz fiscalização para combater poluição sonora no Calçadão

A Secretaria de Meio Ambiente de Nova Iguaçu, com os setores da Guarda Ambiental e da Fiscalização Ambiental, com apoio de equipes da Ordem Urbana, realizou, nesta sexta-feira (5), uma fiscalização em lojas do Calçadão para combater a poluição sonora no local. Com o auxílio de um medidor de pressão sonora, as equipes verificaram os decibéis de sete lojas. Todas foram notificadas por estarem com o volume acima do permitido pela legislação, de 65 decibéis de dia e 60 à noite.

Ações semelhantes serão feitas em todo o Centro e em áreas dos bairros como Austin, Miguel Couto, Comendador Soares e Cabuçu. Outra operação programada será para combater a poluição sonora em carros que fazem propaganda com som acima do permitido.

“Não estamos punindo ninguém, apenas fiscalizando e orientando para que as lojas não abusem do som alto, pois isso é prejudicial para a população. Todos os notificados têm um prazo de dez dias para se adequarem. Caso continuem com o som alto, vão receber um auto de notificação para se explicarem, podendo ser multados”, explicou Bruno Augusto de Souza, integrante da Guarda Ambiental e responsável pela fiscalização.
Notificado por estar com o som acima do permitido, o supervisor de uma loja de roupas do Calçadão, Robson Moraes, de 31 anos, apoiou a ação da Secretaria de Meio Ambiente. Sem perceber, a caixa de som na porta do estabelecimento estava com 88 decibéis.

“Não percebi que o volume estava alto, pois muitas lojas colocam músicas e anunciam no microfone para atrair cada vez mais clientes. Agora vou ficar mais atento e usar um aplicativo para monitorar o volume. Essa ação foi educativa e nos orientou bastante para não errar mais”, comentou.