Maternidade Mariana Bulhões promove ação em alusão ao Dia Mundial da Segurança do Paciente

Os cuidados com as mulheres e bebês é uma prioridade na Maternidade Mariana Bulhões, em Nova Iguaçu, que atende gestantes de médio e alto risco de toda a Baixada Fluminense. A unidade conta com o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), que estabelece práticas voltadas à segurança e qualidade assistencial. Nesta sexta-feira (24), foi feita uma dinâmica com profissionais de diversos setores em alusão ao Dia Mundial de Segurança do Paciente, celebrado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 17 de setembro, com o tema “Cuidado Materno e Neonatal Seguro”.

Desde que foi cadastrado pela Maternidade Mariana Bulhões na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em outubro de 2017, o NSP vem atuando para minimizar a possibilidade de eventos adversos durante a internação de mulheres e bebês. A equipe utiliza e multiplica as informações das seis metas determinadas pela OMS para garantir mais segurança à paciente, como a identificação correta, a comunicação efetiva, a segurança na cadeia medicamentosa, a cirurgia segura, higienização das mãos para evitar risco de infecção e risco de queda e lesão por pressão.

“A segurança do paciente é uma prioridade nas unidades hospitalares. O núcleo busca identificar, sinalizar e treinar os profissionais para que sejam tomadas ações para reduzir os riscos e danos desnecessários ao paciente dentro do ambiente hospitalar, e também para ampliar a assistência às gestantes”, ressalta o diretor-geral da Maternidade Mariana Bulhões, Adriano Pereira.

Os profissionais da maternidade mostraram que estão com o conhecimento em dia sobre o assunto. Membros do NSP foram aos principais setores de assistência para uma dinâmica de perguntas e respostas sobre as seis metas estipuladas pela OMS. Farmacêuticos, administrativos, profissionais de enfermagem e médicos acertaram as questões e receberam um frasco de álcool em gel como lembrança. Além disso, foram colocados informativos em todos os setores da unidade com orientações sobre a segurança do paciente.

A supervisora de enfermagem e vice-presidente do Núcleo de Segurança do Paciente, Elizângela Ximenes, explica que, pelo menos uma vez ao mês, os membros que fazem parte do núcleo se reúnem para debater ações que minimizem os riscos às pacientes.

“Recebemos as notificações de eventos adversos, analisamos as dificuldades e criamos ações de melhoria e cuidados. Esse trabalho é fundamental para oferecer mais segurança às pacientes e feito de maneira conjunta com os profissionais de todos os setores da unidade, sempre almejando oferecer a melhor assistência”.

Técnica de enfermagem da maternidade há cinco anos, Jéssica Souza atua no setor de pré-parto e foi uma das participantes da dinâmica. Ela aprovou a ação e o trabalho voltado à segurança da paciente.

“É muito importante este tipo de conscientização. Toda equipe passa pelos setores sempre falando conosco sobre as seis metas e dando outras informações. Isso mantém os funcionários treinados e atualizados. Além disso, há informativos em toda a maternidade. Então não tem como esquecer”, conta ela.

O Núcleo de Segurança do Paciente é formado pela médica Camila Ribeiro, que é a presidente, as enfermeiras Elizângela Ximenes (vice-presidente), Gleice Keli, Rosália Maria, Vanessa Rosa, Vanussa Silva, Delbra Santos, Juliene Gruschke, Yasmin dos Santos e Bruna Santos, o farmacêutico Chrystiano Chambarelli, a nutricionista Ana Simone Fontoura, a fisioterapeuta Maria Estela Diniz e o técnico de laboratório Paulo Roberto Moreira.