Prefeitura prorroga restrição ao Calçadão de Nova Iguaçu

A Prefeitura de Nova Iguaçu decidiu prorrogar por mais uma semana a restrição parcial aos acessos do Calçadão da Avenida Governador Amaral Peixoto, um dos principais centros comerciais do estado do Rio de Janeiro. A medida, que vem sendo adotada desde o dia 11 de maio e completou dez dias nesta quinta-feira (21), é uma das ações do governo municipal na tentativa de evitar a disseminação da Covid-19 na cidade.
Inicialmente, o bloqueio estava previsto para acontecer somente até o dia 20, mas teve prazo estendido até o dia 26. O objetivo é diminuir a movimentação no local e conscientizar a população para que só circule pelas ruas em busca de serviços essenciais. Para isto, foram montados 13 pontos com barreiras sanitárias nas imediações do Calçadão, sendo que em apenas quatro deles é permitida a entrada e saída de pessoas. O controle de acesso é feito por agentes da Secretaria Municipal de Segurança Pública, com apoio da Guarda Ambiental Municipal, Segurança Presente e Polícia Militar. A restrição parcial acontece de segunda-feira a sábado, entre 5h30 às 18h. O trânsito também está proibido nas ruas no entorno do Calçadão.
“A determinação é para que nossos agentes sejam rigorosos na liberação do acesso ao Calçadão. Só entra quem comprova que trabalha em algum serviço essencial ou então que busca este tipo de atendimento”, garante o secretário municipal de Segurança Pública, Igor Porto.
O prefeito Rogerio Lisboa revela que a prorrogação da restrição ao Calçadão se deve ao aumento do número de atendimentos a pacientes com coronavírus no Hospital Geral de Nova Iguaçu. “Nossa rede está sobrecarregada. Estamos tendo que criar mais leitos para a Covid, mas continuamos trabalhando acima da nossa capacidade. Somente com a inauguração dos hospitais de campanha e modular, que são do Governo do Estado, poderemos desafogar o HGNI e planejar a reabertura do Calçadão”, esclarece o prefeito.