Primeiro condomínio do Villa Provance, empreendimento do programa Minha Casa Minha Vida em Nova Iguaçu, será entregue em fevereiro 

Uma boa notícia para os moradores do empreendimento Villa Provance, que faz parte do programa Minha Casa e Minha Vida, no bairro Ipiranga, em Nova Iguaçu. A Prefeitura, junto com a Caixa Econômica Federal, conseguiu que a construtora HF Engenharia, responsável pelas obras, definisse o prazo de entrega do Paraíba, um dos cinco condomínios que formam o Villa Provance.

De acordo com a construtora, a entrega do condomínio Paraíba está prevista para o final de fevereiro. Foi decidida também que a retomada das obras acontecerá a partir desta segunda (27). Já entrega do condomínio Pernambuco ocorrerá até o final de março e do Piauí, até abril. Os condomínios Rio Grande do Norte e Sergipe serão entregues até julho deste ano.

A definição do cronograma da entrega do Villa Provance aconteceu durante uma reunião, nesta quinta-feira (23), na sede da Caixa Econômica Federal, no Centro do Rio, onde também foi definido o calendário para a entrega dos apartamentos do Paraíba, como datas para o sorteio, vistoria dos imóveis e assinatura do contrato.

“Depois de muita conversa conseguimos definir esses prazos para o condomínio Villa Provance. Os moradores esperam há muito tempo por esses apartamentos e saímos daqui com essa vitória, não da Prefeitura, mas das famílias. Vamos continuar com essa articulação entre a população e a construtora até que o último imóvel seja entregue”, disse a secretária de Infraestrutura de Nova Iguaçu, Cleide Moreira, após a reunião. “Cabe à Prefeitura cuidar do cadastro de moradores para o sorteio dos imóveis. A construção do condomínio e de todas as fases do empreendimento é de responsabilidade da Caixa e da construtora”.

Participaram também do encontro a subsecretária de Habitação de Nova Iguaçu, Luiza Perciliana, representantes da Caixa Econômica, da HF Engenharia e membros da comissão de moradores do Villa Provance.

A dona de casa Alexandrina Rocha de Moraes, de 32 anos, uma das representantes da comissão de moradores na reunião, não vê a hora de ter sua casa própria. Hoje, ela mora com o marido e as duas filhas na casa de parentes no bairro Jardim Nova Era.

“Saímos esperançosos da reunião. Finalmente teremos uma casa para chamar de nossa. Foi uma conversa positiva e estou agora ainda mais ansiosa e animada para ter minha casa”, disse Alexandrina.