Projeto de conscientização ambiental leva alunos da rede municipal ao Parque do Vulcão

O aprendizado já não cabe mais dentro da sala de aula, em Nova Iguaçu. Especialmente quando o assunto é a preservação ambiental. Na segunda-feira (7), cerca de 35 alunos do 5º ano da Escola Municipal Mascarenhas de Moraes, em Santa Eugênia, foram a uma aula-passeio no Parque Natural Municipal de Nova Iguaçu, o Parque do Vulcão. Eles participaram do projeto ‘Educação Ambiental: Aprendendo e Preservando’, promovido pela Prefeitura de Nova Iguaçu graças a uma parceria entre as secretarias municipais de Educação (Semed) e de Meio Ambiente, Agricultura, Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semadetur).

O objetivo do projeto é apresentar aos estudantes da rede municipal o patrimônio natural do município, ainda desconhecido por parte da população, e estimular a formação de uma consciência ecológica. As aulas-passeio são guiadas por agentes da Guarda Ambiental Municipal (GAM). “As crianças são o futuro da nossa cidade. Por isso, é importante que elas tenham esta conscientização desde cedo e possam transmitir o conhecimento adquirido no parque para os colegas e também seus pais e familiares”, explica o secretário da Semadetur, Fernando Cid.

Um dos alunos que participaram da aula-passeio foi Gustavo Anderson Ribeiro Reis, 11 anos. Ele lamenta que o Rio Botas, que passa nos fundos de sua escola, esteja poluído. “Muita gente joga lixo, entulho. Se todos viessem aqui no parque e ouvissem as explicações dos guardas ambientais, eles teriam mais consciência, não jogariam lixo e esperariam pela coleta”, disse Gustavo Anderson, contando o que aprendeu durante a visita ao Parque do Vulcão. “A natureza é um conjunto que deixa de funcionar direito quando falta um elemento ou ele é afetado. Quando poluímos o rio, por exemplo, diminui o oxigênio, os animais e as plantas são prejudicadas”, ensina o menino.

Após fazerem uma trilha que passou por poços naturais, cachoeiras e o Casarão Dona Eugênia, uma construção histórica da cidade, os estudantes participaram da atividade ‘Liberte um texto literário’. Em uma roda de leitura, cada um foi convidado a retirar de uma gaiola um texto sobre preservação ambiental e liberdade. Segundo a professora Valquíria da Conceição, que participou da aula-passeio, este projeto é fundamental no desenvolvimento do aprendizado introduzido dentro da escola.

“A gente trabalha muito em sala de aula a importância da preservação, mas aqui no parque eles veem na prática o porquê de cuidar da natureza. Tenho certeza que todos irão sair daqui muito mais conscientes do que entraram”, garante a professora.

Com a visita dos alunos da E. M. Mascarenhas de Moraes, já são cinco escolas municipais a participarem do projeto ‘Educação Ambiental: Aprendendo e Preservando’, iniciado em agosto. A ação tem como público-alvo, inicialmente, crianças do 5º e do 9º ano das unidades que estão mais próximas do Parque do Vulcão, também conhecidas como Zona de Amortecimento.