Nova Iguaçu terá semana dedicada aos livros

No dia 23 de abril é celebrado o Dia Mundial do Livro. E para marcar a data, a Prefeitura de Nova Iguaçu vai promover a II Semana Municipal de Incentivo à Leitura e à Escrita. O evento acontece entre os dias 15 e 18 de abril e será pela Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (Fenig) em universidades, bibliotecas comunitárias, no Complexo Cultural de Nova Iguaçu e em uma escola municipal. Além disso, haverá distribuição de livros nas nove Unidades Regionais de Governo (URGs) do município.

A abertura será no auditório da Universidade Rural – campus Nova Iguaçu, a partir das 9h do dia 15, quando será debatido o tema ‘A importância da leitura literária na formação cidadã’. Em seguida, haverá o Programa Residência Pedagógica, também na Universidade Rural. No dia seguinte, haverá entrega de kits literários na Escola Municipal Três Marias, no bairro Cabuçu, e oficinas de incentivo à leitura e à escrita em quatro bibliotecas comunitárias. À noite, será a vez de um debate com o tema ‘A literatura infantojuvenil no banco dos réus’, na Universidade Estácio de Sá.

No dia 17, às 9h, a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) vai promover uma contação de história na Escola Municipalizada de Jaceruba. À tarde, a Secretaria Municipal de Cultura abre as portas do Complexo Cultural de Nova Iguaçu para 70 crianças da rede municipal para que elas conheçam a Casa de Cultura, a Biblioteca Cial Brito e o Teatro Sylvio Monteiro. O encerramento da II Semana Municipal de Incentivo à Leitura e à Escrita será no dia 18 de abril, com uma edição do ‘Aqui Tem Um Livro’ em diferentes bairros da cidade, das 9h às 17h, além de sarau e roda de conversa com o tema ‘Ocupação dos espaços públicos através da literatura’ a partir das 18h, na Universidade Rural.

Programa de incentivo à leitura muda hábito de iguaçuanos

“Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro”. A citação é do escritor americano Henry David Thoreau, no livro ‘Walden – A Vida nos Bosques’, de 1854. E é justamente com o intuito de transformar vidas por meio da leitura que a Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (Fenig) promove o Programa Municipal de Incentivo à Leitura e à Escrita. Nele, estão inseridos o projeto ‘Livros Para Voar’ e a ação mensal ‘Aqui Tem Um Livro’. Em ambos, livros literários e didáticos são distribuídos gratuitamente pela cidade. Os projetos começaram a ser desenvolvido pela Fenig há um ano e desde então já distribuiu mais de 2 mil livros, todos recebidos pela fundação por meio de doações.

Moradora do bairro da Posse, Beatriz Batista da Silva Souza, 19 anos, atribui a transformação de sua vida a leitura de um livro obtido na ação ‘Aqui Tem Um Livro’. Ela conta que encontrou o livro “Ansiedade: Como enfrentar o mal do século”, de Augusto Cury, nas dependências da Universidade Rural – campus Nova Iguaçu. “Fiquei tão animada que o li em uns 15 dias. Projetos como estes incentivam e reforçam a prática da leitura e são fundamentais para a emancipação de cada cidadão. Como futura cientista da educação, leio muito por conta da faculdade e tento ao máximo manter o hábito de ler por prazer”, conta a estudante de pedagogia.

O projeto ‘Aqui Tem Um Livro’ ocorre uma vez ao mês e consiste no depósito de exemplares de diferentes literaturas em pontos estratégicos da cidade, para que qualquer pessoa possa resgatá-los, leva-los para casa e praticar a leitura. Beatriz conta que após terminar a leitura, colocou o livro em um ponto estratégico para que ele fosse  encontrado por outra pessoa e, desta forma, dar continuidade, à ação iniciada pela Fenig. “Eu o deixei com o marca-texto do projeto à vista, na expectativa que alguém o encontre e seja tão tocado quanto a mim, que crie ou continue o hábito da leitura, enxergando isso como um ato de autocuidado e amor próprio”, afirma a estudante.

Já o projeto ‘Livros Para Voar’ distribui 250 livros, em média, durante as ações sociais #EuSouNovaIguaçu, que leva diversos serviços gratuitos à população em diferentes bairros. Neste caso, além dos literários, também são doados livros didáticos. Segundo o presidente da Fenig, Miguel Ribeiro, a procura pelos exemplares cresce a cada edição.

“Muitas pessoas buscam por livros, especialmente aquelas de mais idade que procuram por livros didáticos. Isto mostra que nunca é tarde para estudar e aprender. Mas nosso grande objetivo é fazer com que crianças e jovens adquiram este hábito da leitura cada vez mais cedo”, afirma Miguel.

Para manter o Programa Municipal de Incentivo à Leitura e à Escrita funcionando, a Fenig depende de doações de livros. Quem quiser desapegar e proporcionar àqueles que não têm condições de comprar livros a oportunidade de lê-los pode entrega-los na sede da fundação, na Rua Governador Portela, 812, 2º andar, no Centro de Nova Iguaçu. Dependendo do volume a ser doado, a Fenig se encarregar de busca-los.