‘Matinê Encantada’ diverte criançada de Nova Iguaçu

Alunos da rede municipal de ensino de Nova Iguaçu não ficaram de fora do Carnaval. Serpentina, confetes, fantasias e muita marchinha tradicional fizeram parte da semana da criançada. Além de se divertirem nas escolas, elas ainda participaram de brincadeiras no Complexo Cultural de Nova Iguaçu, na tarde desta quinta-feira (28), com a ‘Matinê Encantada – A Criança e o direito de brincar.

O evento contou com a participação da VillelArte Produções, com animação infantil, pintura de rosto, bola mágica, camarim maluco, além de sorteios de brindes para a fantasia mais criativa e os foliões mirins mais animados. Cerca de 120 crianças de cinco escolas da cidade participaram da festa.

“Essa ação é uma parceria das secretarias de Cultura e Educação, com apoio da Fenig. Nossa intenção foi trazer as crianças para se divertir nesta Matinê”, afirmou o secretário de Cultura, Marcus Monteiro. Ele disse que a secretaria está desenvolvendo o projeto para criar o ‘Centrinho Cultural’. Vamos trazer atividades para o público infantil não só em época de Carnaval”, explicou.

A babá Alessandra Gonçalves, de 37 anos, levou a filha Emilly Vitória, de 5, para participar da festa e adorou. “Ela brincou num local seguro e só participou de atividades direcionadas à criança. Isso que é um carnaval infantil. Minha filha não quer ir pra casa. Está muito feliz”.
A primeira-dama do município e coordenadora do Conselho do Programa Nova Iguaçu Solidário, Erika Ammon e a secretária de Educação, Maria Virgínia Andrade Rocha, também participaram da ‘Matinê Encantada’.

Durante toda a semana os alunos da rede municipal de ensino se divertiram em suas unidades escolares com várias atividades carnavalescas. Na Casa da Criança Presidente Getúlio Vargas, no bairro da Luz, na manhã desta quinta-feira (28), cerca de 20 crianças dançaram com marchinhas infantis e brincaram com serpentinas, confetes e fantasias.

“A ideia é resgatar marchinhas tradicionais e trabalharmos com elas ao longo da semana. Queremos resgatar o carnaval antigo. Foi uma festa a semana inteira. A música desperta sentimentos, envolve a criança”, disse a diretora adjunta Priscila Castro.