Centro POP promove festa de carnaval e debate questões sociais

Carnaval é folia, mas também uma oportunidade para debater importantes questões sociais. E foi com este objetivo que o Centro POP (Centro de Referência Especial para Pessoa em Situação de Rua) promoveu, nesta quarta-feira (27), uma grande ação social para os usuários do espaço. Com o tema “Uma Vida Sem Máscara”, o Centro, ligado à Secretaria Municipal de Assistência Social de Nova Iguaçu recebeu cerca de 30 pessoas e abordou diversos temas ligados à violência e relações familiares.

Os presentes conheceram a história do carnaval, desde a Grécia antiga até se tornar a festa mais popular do Brasil. Com sambas e marchinhas como exemplo, eles compreenderam que muitos dos temas são ligados às questões sociais.

“Abordamos principalmente temas como feminicídio, pedofilia e aborto, além de relacionamento familiar e relações sexuais, especialmente entre jovens e adolescentes, e as consequências de viver os dias de carnaval de forma inadequada”, explicou José Cláudio Reis Santos, coordenador do Centro POP, que distribuiu preservativos aos participantes da festa.

Após a abertura do evento, os usuários participaram de uma grande confraternização com direito a lanches, suco e refrigerante. Eles também se divertiram ao som de tradicionais marchinhas carnavalescas e grandes sambas que marcaram diversos carnavais na Marquês de Sapucaí.

O Centro POP atende na Rua República Árabe da Síria, 136, Centro de Nova Iguaçu. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Lá as pessoas em situação de rua podem se alimentar, fazer higiene pessoal e guardam pertences. Além disso, a unidade oferece atendimento psicológico e assistência social, oficinas de judô, música (violão), futsal, horta suspensa, reaproveitamento de caixotes e fortalecimento de vínculos familiares.