Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em Nova Iguaçu terá muito conhecimento e inovação

Movimentar o ecossistema de economia criativa da cidade e além de estudantes, também receber empresas, startups, acadêmicos e diversas organizações do terceiro setor para discutir o tema da inclusão por meio da ciência. Esse é um dos objetivos da 15ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que este ano terá como tema ‘Ciência para Redução das Desigualdades’ e acontece em Nova Iguaçu entre os dias 15 e 19 deste mês, das 9h às 17h.

A Prefeitura, através da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Ciência, Tecnologia e Inovação (SEMACTI) vai realizar as atividades da semana em parceria com o SESC Nova Iguaçu.

Com atividades nas áreas de Inovação, Tecnologia, Empreendedorismo e Artes, a semana contará com palestras, seminários, intervenções teatrais, oficinas, exposição e experiências sensoriais, além da Feira Municipal de Ciência e Tecnologia e também da Feira de Economia Criativa, Agroecologia e Inovação Social. Para se inscrever na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, basta acessar o link: http://www.novaiguacu.rj.gov.br/snct

“Dia a dia estamos colocando Nova Iguaçu no mapa das cidades inovadoras do Brasil. Ganhamos o prêmio Prefeito empreendedor na modalidade Sustentabilidade e Inovação e agora ganhamos o edital do Ministério da Ciência e Tecnologia para sediar a edição municipal da Semana Nacional. Isso mostra que estamos no caminho certo, outras vitórias virão”, comentou o secretário de Assuntos Estratégicos, Ciência, Tecnologia e Inovação, Alex Castellar.

 

Confira a programação:

 

Dia 15

 

9h: Cerimônia de abertura

Local: Teatro

 

Talk: Marcos Cavalcanti

Doutor em Informática pela Université de Paris XI, professor da COPPE/UFRJ e fundador do CRIE – Centro de Referência em Inteligência Empresarial.

 

9h às 17h: Exposição “Física do Dia a Dia”

Local: Foyer do Teatro

 

Dia 16

 

9h às 17h: Feira de Economia Criativa, Agroecologia e Inovação Social

Local: Pátio

As tradicionais Feira da Roça e Feira de Artesanato de Nova Iguaçu juntam-se numa grande Feira de Economia Criativa.

 

9h às 17h: Exposição “Física do Dia a Dia”

Local: Foyer do Teatro

 

9h: Grupos de Trabalho

Local: Sala Multiuso

 

GT1: Criação de Jogos Educativos

GT2: Tecnologia para Empoderamento de Mulheres

GT3: Desenvolvimento de Tecnologia Assistiva

 

 

10h: Sessão de Curta-Metragem

Local: Teatro

 

Orquestra Invisível Let´s Dance

Em São Paulo,  embalado por muito jazz, black music e samba, Seu Osvaldo conta sua história como o primeiro DJ do Brasil pelos bailes da cidade. Dir.: Alice Riff. Documentário: 19 min. 2016.

 

A batalha de São Bráz

Mercado de São Bráz, Belém, Pará. Durante o dia, é o espaço de uma feira em torno de um prédio histórico abandonado, construído em uma época de grande riqueza na cidade. Aos sábados à noite, entretanto, o lugar se transforma em uma das manifestações do hip-hop: a Batalha dos MCs. Jovens da periferia da cidade se reúnem para saber quem é o MC da noite. Dir.: Adrianna Oliveira. Documentário: 27 min. 2016.

 

Homens e Caranguejos

Josué está apenas começando a abrir os olhos para o espetáculo multiforme da vida e o que ele encontra é um mar de miséria. Ao seu redor, uma paisagem. Dir.: Adrianna Oliveira. Documentário: 27 min. 2016.

 

14h às 17h: Show musical

Local: Praça do Arvoredo

 

14h: Sessão de Curta-Metragem

Local: Teatro

 

Reprise da Mostra Sesc de Cinema:

Orquestra Invisível Let´s Dance;

A batalha de São Bráz;

Homens e Caranguejos.

 

Dia 17

 

9h às 17h: Exposição “Física do Dia a Dia”

Local: Foyer do Teatro

 

9h: 1ª Sessão de Talks – Sustentabilidade

Local: Teatro

 

Talk 1: Os sistemas fotovoltaicos e a democratização do acesso à energia solar

Mauro Lerer, engenheiro mecânico especialista em gestão ambiental, sócio-gerente da Solarize Treinamentos Profissionais

 

Talk 2: Construção com uso de material sustentável

Hélio Vanderlei, fundador da ONG Onda Verde

 

Talk 3: Abastecimento de água na Baixada Fluminense

Luizi Almeida, mestre em Engenharia Sanitária Ambiental pela UERJ, Engenheira Civil e Fiscal de Obras da CEDAE na Baixada Fluminense

 

11h: 2ª Sessão de Talks – Inovação

Local: Teatro

 

Talk 4: Compliance e Administração Pública

Thiago La Poente, compliance e societário do Perillier Advogados

 

Talk 5: Startups, empreendedorismo e aspectos jurídicos

Mariana Lessa, mestre em Direito Público, advogada e consultora

 

14h: 3ª Sessão de Talks – Sociedade e Tecnologia

 

Apresentação do Coral SESC

Local: Teatro

 

Talk 6: Da inclusão ao empoderamento digital: as profissões do futuro

Vânia Lopes, especialista em Ciência da Computação

 

Talk 7: Empoderamento de mulheres na Ciência e Tecnologia

Maria Teresa Climaco dos Santos Thomaz, doutora pelo Massachussets Institute Of Technology – MIT, pela University Of Wisconsin (Madison, EUA) e doutora em Física pela USP.

 

Talk 8: O impacto do racismo institucional na produção do conhecimento científico

Jorge da Silva, doutor em Ciências Sociais pela UERJ, foi secretário de Estado de Direitos Humanos/RJ

Talk 9: Tecnologias assistivas como empoderamento social para deficientes

Jackelline Reis, gerente de tecnologia da ONG RECODE

 

 

Dia 18

 

9h: Feira Municipal de Ciência e Tecnologia – FEMuCTI

Local: Pátio

 

9h: Oficinas de Programação em Games e Robótica

Local: Sala Multiuso

 

9h às 17h: Exposição “Física do Dia a Dia”

Local: Foyer do Teatro

 

9h às 12h: Show Musical com a banda “A Voz do Caulino”

Local: Praça do Arvoredo

 

14h às 17h: Show Musical

Local: Praça do Arvoredo

 

 

Dia 19

 

9h às 17h: Exposição “Física do Dia a Dia”

Local: Foyer do Teatro

 

9h: Cerimônia de Encerramento

Local: Teatro

 

14h: Espetáculo “O rapaz da Rabeca e a moça Rebeca”

Local: Teatro

 

João e Rabeca são de famílias rivais, mas se apaixonam, tal qual Romeu e Julieta. Expulso da distante Cantiguba-dos-Aflitos, João sai pelo mundo com sua rabeca e se torna um artista famoso. Ele promete voltar à sua terra e casar com Rebeca, mas uma notícia inesperada vai mudar os rumos desta história de amor.

FIOCRUZ. Classificação etária: a partir de 14 anos

 

15h: Espetáculo “É o fim da picada”

Local: Teatro

 

“É o fim da picada” traz um tom de humor absurdo e escrachado em suas cenas que esgarçam a realidade das doenças que aborda: Dengue, Zyka e Chicungunya. Composta de esquetes de humor, a encenação se passa dentro do picadeiro de um circo. A plateia ri e se diverte com um jogo totalmente improvisado, o paredão da “Casa Aedes”, a paródia musical “Que mosquito foi esse?”, entre outras supresas.

FIOCRUZ. Classificação etária: a partir de 10 anos